Loading...

segunda-feira, 17 de maio de 2010

TEMPESTADE


Trovões e relâmpagos
Conspiravam as idealizações

Era um amor bonito
Cheio de graça e encantamento
Que me deixava feliz mesmo com as dores

Mas a inveja troglodita
Angustiava os parentescos estropiados

E a tempestade multiplicava
Os meus temores em mares revoltos
Agonizando-me com estas loucuras caleidoscópicas

Os luzeiros das escuridões
Enfraqueceram o poder na nossa renovação

E um grande amor naufragou...



Nenhum comentário:

Postar um comentário