Loading...

segunda-feira, 17 de maio de 2010

TANTO TORMENTO


Estes versos doridos
Explodem dentro do meu peito

Estas trevas oceânicas
Alagando a minha insistência
É a protuberância de um amor mal resolvido...

Estes versos agônicos
Incendiados de tristezas escarpadas!

Estas dores tresloucadas
Inviabilizando estas substâncias
De alegrias mortificadas em uma mocidade insólita

Estes poemas angustiantes
No entrelaçamento de almas separadas

Na tortura de um mal pensar...









Nenhum comentário:

Postar um comentário