Loading...

segunda-feira, 17 de maio de 2010

NÃO SEI...


Ensaios de uma vida
No meu esconderijo suplicante

Vermelhas são as rosas
Que não puderam ser girassóis
Como o meu amor frustrado sem emoções

Inconscientes lampejos
De uma vitrine de pensamentos

Vestígios do nosso amor
São pétalas dispersas ao vento
Construindo o desenho áspero da dúvida:

Queria te amar de novo
Mas desconheço o pesar das aflições

E se sou infeliz, não sei...


Nenhum comentário:

Postar um comentário