Loading...

segunda-feira, 17 de maio de 2010

AMADA ETERNA


Brilham as estrelas
Translúcidos são os teus universos

Colorem as vibrações
De róseos avermelhados vinhos
Na especialidade dos teus véus rutilantes

Encorpamento da ventura
Vislumbrando os olhares magníficos

Ondulações perpétuas de lírios
Ornamentando a tua escultura deificada
Como se tu fosses a esposa de um divino deus Apolo

E as margens do Ipiranga
Gritarei que sou o teu amor eterno

E teu bravo escudeiro...


Nenhum comentário:

Postar um comentário