Loading...

segunda-feira, 17 de maio de 2010

DESEJO FULMINANTE


Eu te amava
De um jeito avançado

Multiplicava cores
Nas nossas noites faceiras
Onde o desejo era eletrizante

Soltava uns relinchos
Como se fosse um potro selvagem

Beijava a tua boca
Com detalhes alucinantes
Que te faziam remexer os olhos

E os gritos medonhos
Eram montanhas estreladas

Eu te amava
De um jeito esfomeado

Em sonhos de véus...





Nenhum comentário:

Postar um comentário