Loading...

segunda-feira, 17 de maio de 2010

O MEU CANTO


Elevo a minha voz
Para elucidar o meu sentimento

É este sentir delirante
Causando as fortes emoções
Que clarificam todos os meus cantares

O meu desenhar de sonhos
Transportam os gestos das paixões

As espumas dos teus mares
São as minhas melodias de prantos
Onde o meu canto exerce a sua profissão:

Ó este meu canto vaporoso
Como nuvens esparsas se espalham!

E tu és a alma do meu canto...





Nenhum comentário:

Postar um comentário