Loading...

terça-feira, 18 de maio de 2010

MEUS PESADELOS


Vertigens vulcânicas
Invadem a mente neurótica

Escombros lunáticos
Imprimem riscos dementes
Como se a tua alma fosse uma centelha

E este meu passado agônico
Impetrando sentimentos desasados

Vertentes oceânicas
Escorrem estas animalizações
Como o relinchar douto de éguas selvagens

E as miragens aracnídeas
Desencadeiam uma rede de réprobos

Nestes pesadelos amorosos...


Nenhum comentário:

Postar um comentário