Loading...

sexta-feira, 25 de junho de 2010

VELHOS LOCUTORES

Queimam asfaltos
 Silenciam bocas e procuras
 E homens cínicos são duras verdades...

 Lágrimas da eternidade
 Na eloqüência interlocutória astral
 Pois urinaram na inocente mocidade baguala

 A eterna falência
 Dos burocratas locutores
 Desfolhando a essência dos delírios...

 As vibrações sonoras
 Nos suspensórios pelos cantos
 E gritos senhoris atolados nos mangues...

 E os velhos locutores
 Ludibriando o ouvido do povo
 Do resto, são as mesmas adúlteras carnes...

(Rafael Gafforelli)


Nenhum comentário:

Postar um comentário