Loading...

terça-feira, 29 de junho de 2010

ESCAVAÇÕES DA MENTE

 Adentro-me no interior do meu universo
 (gravemente ferido de dores quase intermináveis),
 Onde o meu louco pensamento do verso
 Tem idéias estabelecidas e imutáveis...

 Avanço escavando por dentro do meu ego
 (numa alternativa combinada dentro do espaço),
 Onde me descubro no vazio de um cego
 Que dilacerou as tramóias do fracasso...

 Descubro que eu sou um eco inconfundível
 Atravessando os meus medos loucos e trágicos,
 Influenciado pelo grande amor imperdível...

 Estabelecido o teor dos meus versos mágicos,
 Reconheço a fragilidade deste momento incrível
 Que são sentimentos doridos e letárgicos...

(por Fernando Pellisoli)

Nenhum comentário:

Postar um comentário