Loading...

terça-feira, 29 de junho de 2010

ATEMPORAL

Não mudo.
 O mundo são tolices.
 A vida é uma loucura solene.
 A Terra é uma condenação Tragicômica...

 Não mudo.
 A poesia é o que verte da veia.
 A política é a massificação de todos os povos...
 A verdade é brutal!

 Não mudo.
 Eu vivo no meu tempo.
 Na minha invencível identidade poética...
 Eu sou a LOUCURA!

 Não mudo.
 Eu não sou da Pós-Modernidade.
 Eu sou de mim mesmo.
 E do meu eu-poético...

 Não mudo.
 Eu sou um espírito cativo.
 Eu sou o desafio da minha vil expiação.
 E esta morte sem aviso prévio...

(por Fernando Pellisoli)




Nenhum comentário:

Postar um comentário