Loading...

terça-feira, 29 de junho de 2010

ABATIDO

Um maltrapilho
 E sofrendo assim estou

 Engajado no nada
 Sonho fadado sem ser amado:
 Abatimento das desventuras cotidianas!

 O espelho ondula a gruta:
 Lembro-me da minha índia vermelha

 Nadinha sobrou do amor
 Exceto uma foto de flor de fada
 Que espedacei em mil pedacinhos doridos

 Um pesado corpo cansado
 Quer nadar em sonho no mar do amor

 Um maltrapilho
 E perpétuo assim estou:
 Espectro visível nadinha absoluto

 No teu silêncio bélico...

(por Fernando Gomes)


Nenhum comentário:

Postar um comentário