Loading...

quarta-feira, 30 de junho de 2010

INSULAMENTO

 Os passos empedernidos
 Em teus gestos impuros e ímpios

 A liberdade esquartejada
 Teu amor esmero esquecimento
 De uma época transversal de loucuras

 A minha solidão indistinta
 Perpassa o silêncio inimigo sem fronteiras

 Insulado no computador
 E dores abismadas nos escândalos
 De uma vida eufórica, virtual e patética

 O poeta crivado de versos
 E dias perversos sem meta alguma

 Insulamento lamentoso da alma
 Nesta minha calma avessa acinzentada
 Contrastando com o influxo da transgressão

 Ensaiei os passos empedernidos
 Nas nuances nebulosas de uma vida incolor...

(por Fernando Gomes)





Nenhum comentário:

Postar um comentário