Loading...

terça-feira, 29 de junho de 2010

LOUCURA

 Molhado choro
 Posso te amar no pranto?

 Loucura/expiação
 A vida não vibra o meu coração
 Sem a presença contemporânea da tua beleza

 O meu coração sofre loucamente
 Mas ainda é pouco a este amor dilacerado

 A reação no veneno da ilusão
 Diluindo a visão dorida no meu triste leito
 E transgride a minha emoção louca mortificada

 O prefeito não houve o meu grito
 Nem sabe que estou aflito quando me deito

 Loucura escarpada
 Nos momentos incertos
 Dos meus trágicos amanheceres...

(por Fernando Gomes)







Nenhum comentário:

Postar um comentário