Loading...

terça-feira, 29 de junho de 2010

MEU ESTILO

Sou o poeta da loucura
 De versinhos pré-estabelecidos na tragédia,
 Como se não houvesse a procura
 À vida sem comédia...

 Não sou poeta da alegria
 De versinhos mornos que só fazem médias,
 Como se não houvesse tanta sangria
 À vida sem rédeas...

 Sou um poeta melancólico
 De versinhos cientes de todas as loucuras,
 Como se não houvesse o bucólico
 Nas minhas procuras...

(por Fernando Pellisoli)



Nenhum comentário:

Postar um comentário