Loading...

quarta-feira, 30 de junho de 2010

UM INSTANTE

No verbo eu te amei
 Num instante diante à infinidade do universo
 Da eternidade.
 Fiz-te a minha eterna deusa
 Num instante de oito anos viris,
 Onde o meu sexo
 Sempre te desejava mais.

 O meu coração
 Era cheio de graça e de amor,
 Ainda que a vida fosse dura de roer.
 Estudava o teu sexo
 Na impaciência do gozo insaciável,
 E como era afável
 O teu lindo sorriso de boneca.

 Amei-te (enfim)
 Na sabedoria da experiência,
 Deixando de lado a consistente realidade
 De não ser amado.
 O que passou foi bom demais
 Pra nós dois: talvez
 Eu apenas sofra mais...

 O teu amor acabou
 Na insatisfação momentânea e sem nexo.
 Só o meu amor
 Que madurou o instante...

(por Fernando Pellisoli)

Nenhum comentário:

Postar um comentário