Loading...

quarta-feira, 30 de junho de 2010

ALGUMA COISA

Infinitos em infinitos
 - galáxias nebulosas dimensões:
 Carrossel de emoções poeta apaixonado!

 Alguma coisa é tudo
 E vendavais pressentem corações:
 Cortina aveludada ouro luz da tua remissão

 A tempestade assovia
 O mar embala prantos terrestres:
 Tristeza alegria amor que se cala fulminado

 Este inferno visceral:
 Dias e noites surtando desilusões

 No infinito das dores!...

(por Rafael Gafforelli)






Nenhum comentário:

Postar um comentário