Loading...

quarta-feira, 30 de junho de 2010

SUBSERVIÊNCIA

 Sempre o teu escravo
 Estendido sob os teus pés de boneca

 Maestro da lírica magistral,
 Organizo pensamentos na tua melodia
 - aconchegar os meus desejos em hora apropriada

 Sempre serei o teu amante:
 Sou o orvalho em tuas pétalas insinuantes

 Amador de versos multifacetados,
 Reverencio os teus luares-mares em rios afluentes
 E o meu corpo impregnado de amor principia esplendores!

 Sempre a tua sombra
 À distância não dispersa pensamento

 Vozes oníricas vasos de amor
 Enraizando flores lírios interplanetários,
 Ovulando os meus espermatozóides em tuas carícias...

 Sempre o teu espelho
 Realçando a tua majestosa beleza excepcional:

 Sou o teu servo fidelíssimo!

(por Fernando Gomes)



Nenhum comentário:

Postar um comentário