Loading...

domingo, 27 de junho de 2010

SENSAÇÕES OBSCURAS


o Turbilhões de pensamentos
 Neutralizando a sanidade da alvorada.
• Risos dementes são sentimentos
o Estropiados na calçada...
o Desafetos distorcidos de tédio
o Amplificam velhas neuroses de guerra.
o Pássaros sobrevoam (sem remédio)
o Os fardos tenebrosos de terra...
 Luares pétreos distanciados
 Dos amantes encurralados nos sonhos.
 Feiticeiros tolos e enfeitiçados
 Nos próprios pesadelos risonhos...
• Flutuações de mágoas absorvidas
 Nos desenganos dementes pós-revividos.
• Insólitas beiradas de sobrevidas
 Em estrondes conviciosos dos ouvidos...
 Malícias psicodélicas do encanto
 Atravessam crateras do amor errante.
 Maldade envernizada de pranto
 Persevera o seu rumo avante...
 E o poeta canta as suas loucuras!

(por Fernando Pellisoli)






Nenhum comentário:

Postar um comentário