Loading...

domingo, 27 de junho de 2010

OS MEUS MEDOS CALADOS

 Sonhei em ser feliz
• Como um grande artista renomado;
• Mas me tornei louco e infeliz
 No desfiladeiro de um desalmado...
 Encontrei muitas dificuldades
 Na trajetória da minha glória iludida,
 E o meu estudo em duas cidades
 Era a morte pressentida...
• O cerco foi se fechando
• Nos meus alicerces desfigurados,
• E eu fui sempre me atolando
• Nos meus universos condenados...
 Perdi o amor e a dignidade
Enlouquecendo-me no vasto desvario,
 E agora que eu já passei da idade
 Não vertem as lágrimas no meu rio...
 Meus dias são entediados
 Nesta penúria pétrea que é a vida;
 Mas os meus medos loucos e calados
• É ter uma existência perdida...

(por Fernando Pellisoli)


Nenhum comentário:

Postar um comentário