Loading...

sexta-feira, 25 de junho de 2010

GEMIDO DE FÉ

Dê um sinal de vida
 Ó meu povo polvo enrolado:
 A tua face sofrida não reclama de nada

 Dê um riso de esperança
 Nesta tua boca vazia e sem dentes
 E mostra a criança enfrentando as tuas ânsias

 Dê o teu silêncio oculto
 Nos meus ouvidos de poeta atento
 E mostra o teu vulto aventurando contra o tempo

 Dê o teu gemido de fé
 Porquanto a tua dor te consome
 Onde tu segues a pé este teu rumo sem sorte?

 Dê-me a tua liberdade
 Para que eu cante o meu canto
 Anunciando a tua verdade desdobrando dores...

(por Rafael Gafforelli)





Nenhum comentário:

Postar um comentário