Loading...

domingo, 27 de junho de 2010

EU TENHO MEDO DA TRISTEZA

Eu sinto muito medo
 De estar encarnado neste planeta,
 De estar morrendo mais cedo
 Do que a minha caneta...
 Lamentações de outrora
 Dilatam a minha ingente loucura,
 E estou muito sozinho agora
 Nesta vida ingrata e dura...
• Torturas no meu ego
• Enfraquecem a minha vontade,
• Pois eu sou frágil e não nego
• A minha infelicidade...
 Dói a dor do meu pranto
 Na boca do vento tão insistente;
 Mas o ruflar do meu canto
 Diz-me que eu sou penitente...
 Eu sinto muito medo
 De viver toda a minha tristeza,
 Pois eu já furei o meu dedo
o E perdi o amor e a beleza...

(por Fernando Pellisoli)

Nenhum comentário:

Postar um comentário