Loading...

sábado, 26 de junho de 2010

DESILUSÃO AMOROSA

o Amei-te como um Deus
• Que ama a sua preferida Deusa;
Mas tu me disseste adeus,
• E me restou à feiosa da Edileusa...
o Amei-te como a minha rainha
o Dando-te todos os caprichos e vinho;
o Mas a minha tristeza vinha,
o Ruidosamente, me deixar sozinho...
 Amei-te como uma santa
 Em preces ocultas e devolutas;
 Mas a tua alma que me encanta
 Afugentou-se das nossas lutas...
o Amei-te como uma puta
o Deleitando-te no gozo sensual;
o Mas o aconchego da tua gruta
o Era o princípio do meu mal...
 E nasceu o poeta da LOUCURA!

(por Fernando Gomes)

Nenhum comentário:

Postar um comentário