Loading...

sábado, 26 de junho de 2010

VERSOS MADRUGADORES

 Versos madrugadores
 Esmurrando o caos absoluto
 Como uma tempestade de dores
 E um poeta triste de luto

 Versos madrugadores
 Desenhando imagens distorcidas
 Como vidraças de esplendores
 Estilhaçando muitas vidas

 Versos madrugadores
 Descrevendo paisagens nervosas
 Como vendavais perseguidores
 Arrastando muitas rosas

 Versos madrugadores
 Inventando ilógicas persistentes
 Como um palco cheio de flores
 Debulhando suas sementes

 Versos madrugadores
 Soprando mágoas entaladas
 Nas almas dos perdedores
 Nos silêncios das madrugadas

(por Rafael Gafforelli)




Nenhum comentário:

Postar um comentário