Loading...

sábado, 12 de junho de 2010

SOBRE O ENSEJO


Não deixes de ampliar
O teu espírito de andanças neste vasto mundo.
Encontre o córrego da aventura
Nas montanhas inefáveis do teu pensamento:
Seja muito alvo
Nas tuas metamorfoses internas
Que tu fores lamuriando pelos caminhos perpassados.
Avanças em tuas emoções mais remotas,
No teu amor indecifrável em conhecer o desconhecer
No mundo lá em fora da janela.
Da janela, o mundo é muito pequeno
Que cabe no coração da poesia,
E cabe na tua estória que te contaram pra tu ninares
No adormecer da tua cálida criança.
Aproveitas o teu ensejo
De desbravares todas as cidades eletrizantes
No florescer da tua idade.
Não tenhas medo do inusitado?
A vida existe pra ser desvelada e ser vivida
Na intensidade dos segundos.
Mas tomes cuidado (muito cuidado)
Pra tu não morreres num único segundo
Em toda a tua eternidade única
Dentro de ti
mesmo...

Nenhum comentário:

Postar um comentário