Loading...

sábado, 12 de junho de 2010

SOBRE O SUICÍDIO


Há, em tua vida,
Momentos de tropeços desesperadores,
Onde a turbulência dos pensamentos
Distorcem a realidade.
E o teu caos impenetrável
Te vampirizam em sensações demoníacas,
Absurdas e descrentes.
Odeias a ti mesmo.
Odeias ao teu próprio Deus...
Ficas rodeado de espíritos maus
Aclamando-te no vácuo do teu precipício
- na tua queda descomunal...
Tu esperas, com a tua morte abrupta,
Livrar-te dos teus tormentos,
Das tuas desolações, eu bem sei...
Mas fiques sabendo
Que a tua morte não existe:
É apenas o regresso do teu espírito
Ao mundo espiritual...
E as tuas aflições
(que tu carregarás contigo)
Multiplicar-se-ão
No âmago do teu pensamento
Suicida e imortal...

Nenhum comentário:

Postar um comentário