Loading...

sábado, 12 de junho de 2010

SOBRE O DESEJO



Há uma força dentro de ti
Que se envolve no teu corpo inteiro,
Que te deprecia
No âmago da tua alma.
Que denuncia os teus prazeres efêmeros
Na longevidade dos teus atos
Estropiados e indignos...
E a tua fraqueza débil e momentânea
Denuncia a inferioridade do teu espírito,
Na impureza dos teus gestos vis.
Queres o mundo inteiro
À mercê de tuas mãos impróprias,
Das tuas carnificinas indigestas
E fluentemente desonestas
Nestes teus incêndios...



Nenhum comentário:

Postar um comentário