Loading...

sexta-feira, 25 de junho de 2010

MINHAS CONVULSÕES

As minhas convulsões
 São invisíveis fronteiras dos selvagens:
 Tresloucadas paixões na pena dos meus versos!

 Os assassinos de meninas
 São chamas incendiando esperanças
 E as verdades minhas são desgraças de angústias

 As politicagens desonestas
 São serpentes venenosas assassinas
 E o nosso suor das testas abre valas nas olheiras...

 Os sinos das ilusões
 Nesta presciência dos pobres humildes
 Doando blusões pra sustentar o ouro dos anéis...

 Os estilhaços caudilhos
 São perfis das emoções de um povo
 E as flechas convulsas na morte sorvendo sonhos?

(por Rafael Gafforelli)


Nenhum comentário:

Postar um comentário