Loading...

quarta-feira, 23 de junho de 2010

FRIEZA

 Este frio cortante
 Invade as estantes do saber

 Corações gélidos vertidos
 Impulsionam as emoções indistintas
 Como bombas mecânicas regando o indisponível

 Traiçoeiras serpentes do tédio
 Encrespam os meus sentimentos agônicos

 Envernizadas trepadeiras
 Fustigando as aporrinhações cotidianas
 Convalescendo os versos hipnóticos da escuridão

 Compartimento de velhas rebeldias
 Assenhoreando as medalhas de um nudismo

 Quase que incomparável...

(por Fernando Gomes)







Nenhum comentário:

Postar um comentário