Loading...

domingo, 27 de junho de 2010

FORÇA DAS COISAS

Uma flor germina
 Na face morena da noite,
 E o amor se dissemina
 E dispensa o açoite...
 O calor sempre aquece
 A gelidez da flor despetalada;
 Mas se eu me esqueço da prece
 Morro na madrugada...
o O sol brilha espetacular
o Sobre o mar todo ondulado,
o E eu (sem o respiro no ar)
o Engulo-me engasgado...
 A lua sempre serena
 Desvanece os meus pesadelos;
 Mas os cuidados de Helena
 Já não são dos meus pêlos...
 Uma flor germina
 Na face morena da noite,
 E o amor se termina
 Nas mãos do açoite...

(por Fernando Pellisoli)



Nenhum comentário:

Postar um comentário