Loading...

domingo, 14 de fevereiro de 2010

SONHO DE ARTISTA

Como eu posso entender
Esta euforia que faz vibrar o meu coração?

Talvez eu esteja equivocado
Em destinar a minha vida nesta direção
Como se eu fosse o príncipe das tristezas escarpadas?

Este meu sabor extinto
Que foi se diluindo através do sofrer exposto

Às vezes, eu penso em desistir
Tamanha a falta de critério das minhas fantasias
- sou um pássaro que perdeu o ninho com as suas ninhadas

Mas eu me percebo vivo
E mais vivo ainda está o meu sonho de artista

É por isso que eu ainda sobrevivo

Nenhum comentário:

Postar um comentário