Loading...

domingo, 14 de fevereiro de 2010

O OBSCURO DAS PALAVRAS

Esta sensação transparente
Neste infortúnio alegórico de palavras inaudíveis

Esta consistência da linguagem obscena
Envolvendo os meus versos de construção enigmática
Através da obscuridade de temáticas ricas em excentricidades

A verdade é toda imperativa
E nossos constrangimentos psicológicos me enlouquecem

Só mesmo o pavor das palavras inauditas
Para conceber a mensagem de que nada está perdido
Neste córrego acinzentado de ilusionismos de títulos arcaicos

Existem respostas para quase tudo
Só o nosso deus único que sempre permanecerá insondável

Nenhum comentário:

Postar um comentário