Loading...

domingo, 14 de fevereiro de 2010

METÁFORAS DO ABSURDO

Meu mundo do caduquismo
É um leque de suspiros transpassando horizontes
Numa dicotomia transversal de sonhos

Paisagens indigestas do amanhecer
Onde a vida me crucifica em alucinações tenebrosas

Correntes de espinhos desgraçados
Atormentam os meus pés alados eruditos
E as nuvens de andorinhas estraçalham meus joelhos

Respingos do orvalho esvoaçado
Adquirem proezas insustentáveis no meu coração

E um oceano de tristezas me afoga!

Nenhum comentário:

Postar um comentário