Loading...

domingo, 4 de julho de 2010

VIAGEM ASTRAL

 Eu posso endossar
 Este trajeto esférico e angular
 No olhar surpreso
 Das gurias do Parque da Redenção
 Que (a três por quatro)
 Querem desabrochar uma flor,
 Já em decomposição
o [nos miolos das pétalas...
 Eu quero navegar
 Em discos voadores em alvos ares,
 Pra depois conversar de coisas doutros mundos
 Em círculos espiritistas...
 Eu quero me transcender
 Na minha alma de FLUIDO semimaterial,
 Nas entranhas obscuras das cavernas siderais
 Dos céus tropicais
 [em Copacabana...

 II

 Ainda acho louco
 Este desejo dilacerado de vislumbrar
o O amortecido andrógino de nuances coloridas,
o Se rompendo em facetas miraculosas
 No ar impenetrável
 Na matéria grosseira e tênue
 [em desolações...



• III

 É quase inverossímil
 Arregalar os meus olhos ávidos de luzes,
 Nesta sofreguidão abarrotada de estrelas cadentes
 Despencando dos mares do além...
o E é no espaço
o (em tapetes de nuvens esbranquiçadas)
 Que eu trafego as minhas desilusões maquiavélicas,
 Outrora docemente afáveis
 [em comunicação...

 Esvoacei mais longe do que devia
 Nesta voltagem infiltrada de mil espíritos,
 Que me transpassaram no meu receio inevitável
 De na distância me perder
 De mim mesmo
 E morrer...
 [ruidosamente...

(por Rafael Gafforelli)




Nenhum comentário:

Postar um comentário