Loading...

domingo, 4 de julho de 2010

VERNIZES AGONIZANTES

 Vazios entediados de emoções
 Em sentimentos agônicos destrambelhados

 Loucuras abestalhadas inglórias
 Desvelando alucinações aglomeradas
 Como os versos empoeirados no anonimato

 Lábios entorpecidos de ópios
 Como pêndulos estragados na obscuridade

 Ilogismos agonizantes destelhados
 Compondo as sinfonias da complexidade
 Como os pensares da genialidade em grutas envernizadas

 Meus oceanos de agonias inoportunas
 Afogando o meu espírito exposto aos sofrimentos

 Ó poeta das loucuras escarpadas!

(por Fernando Pellisoli)




Nenhum comentário:

Postar um comentário