Loading...

sexta-feira, 2 de julho de 2010

A MINHA POESIA SOU EU

 Um brutamonte da agonia
 Descreve as suas emoções tão-somente,
 E esta é uma ingente sinfonia
 De um transtorno da mente...
 [eu sou a minha idealidade
 [desenovelando o mundo objetivo,
 [adornando com flores a mocidade
 [de anseios que agora me privo...
 Meu egocentrismo poético
 É a minha indelével pós-melancolia,
 E sou um louco profético
o [que nem a morte engolia...

(por Fernando Pellisoli)



Nenhum comentário:

Postar um comentário