Loading...

sexta-feira, 2 de julho de 2010

ENSAIO DE LUZES

Vieram as serpentes
 E luzes se acenderam de dores
 Corroendo as vozes dos trabalhadores

 Os escravos da palavra
 Nas empresas de ânsia felpuda
 Assassinando a língua de Pablo Neruda

 Os salários miseráveis
 - restos dos lucros abusivos
 Proliferando a taberna dos explosivos?...

 Os tubarões de gravata
 No despejo de carne supliciada
 Atravessando os oceanos da madrugada

 As torturas emocionais
 São cristais agônicos tempestivos
 Escorçando os velhos desejos de aperitivos

 Este ensaio de luzes
 São travessas de angústias partidas
 Perpetuando o mistério popular das vidas...

(por Fabiano Montouro)





Nenhum comentário:

Postar um comentário