Loading...

sábado, 29 de janeiro de 2011

ASFALTO



Adstrito às matas
O asfalto é o adventício

Aético em seus adornos
Porquanto se aferra às emoções
Como um afamado estabilizador dorido

E as velhas raposas
Adulam a hipócrita afasia!

Afeito com as aberrantes impulsões
(porquanto se afloram segredos afogueados),
O povo incauto desfila sobre asfaltos férvidos em afluxo:

E o poeta aformoseado
Porquanto o vozerio afervorado

Tem adustão...

(por Rafael Gafforelli)

Nenhum comentário:

Postar um comentário